Tudo o que não te contam sobre o Pós-Parto da Cesárea

POS PARTO CESÁREA

De acordo com estudos, o Brasil vem apresentando nos últimos anos uma das taxas mais elevadas de cesáreas do mundo.

“Muitos fatores apresentam-se relacionados a este fato e envolvem, principalmente, o aprimoramento da técnica cirúrgica e anestésica, a maior oferta de recursos propedêuticos indicando riscos para o feto, o aumento da incidência de gestações em pacientes com cesariana prévia, e fatores socioculturais relacionados à maior praticidade do parto programado.”

A questão é, muito se fala sobre o parto, porém pouco se fala sobre o que a mulher irá enfrentar no pós-parto.

Afinal, como é de fato o pós-parto da Cesárea?

 

Pós-Parto

O pós-parto é sempre uma fase delicada para nós Mamães, e exige muitos cuidados.

Sendo o suporte da família nesse momento, fundamental para uma boa recuperação da puérpera.

E quando se trata de um Parto Cesárea, o pós-parto pode ser mais delicado ainda, e irá exigir mais não só da Mãe, como do(a) acompanhante também.

Acredito que cada mulher tenha um processo de cicatrização e recuperação diferente, afinal são corpos, hábitos alimentares, estilo de vida, e saúde distintos, e por isso fica muito difícil compararmos umas às outras.

 

Minha experiência com o Parto Cesária

No meu caso, eu gostaria muito de ter tido um parto normal, e nem cogitava a possibilidade de ter um parto cesárea.

Por inúmeros motivos, mas principalmente por influência da minha Mãe Dulce, que teve dois filhos de parto normal, e apesar de “ter o quadril estreito” como ouço muitas pessoas dizendo ser um empecilho, teve dois partos vaginais sem muito problema. Além disso, por ser Bailarina Profissional e ter estudado todas as posições possíveis(e impossíveis) para um parto natural e humanizado, acreditei que comigo não seria diferente e não me preparei para um plano B, um parto cesárea, e acabei sendo pega de surpresa.

 

A minha dica:

Estudem todas as possibilidades de parto, tenham um plano A,B,C e se possível D, pois a gestação é marcada por muitas surpresas e o parto é só o começo de uma jornada que será para a vida inteira. Busquem informação sempre que for possível.

 

Leia também:

10 Dicas Simples de como ajudar uma Mãe de Primeira Viagem

Barriguinha dos Sonhos: Veja 4 Formas de Evitar Estrias durante a Gravidez

Mãe Empreendedora – 10 Idéias para você montar um Negócio e Trabalhar em Casa

Pós-Parto Cesárea

 

Tudo o que não te contam sobre o pós-parto cesárea:

1.A dor para se movimentar

Independente se você escolheu ter um parto cesárea ou não, a dor do pós-operatório é inevitável. Especialmente nas primeiras horas, quando é necessário amamentar, pois apesar de toda a ajuda que será oferecida, você ainda terá que descobrir a posição ideal para você e seu bebê naquele momento.

2.  O sono acumulado

O parto como o próprio nome já diz, é um processo longo e cansativo. É normal após uma cirurgia se sentir mais fraca e com sono devido às anestesias e ao processo em geral. Porém nesse caso, a Mãe não consegue descansar o suficiente, pois além de estar super ansiosa com a chegada do bebê, precisa amamentar, o que priva ela de dormir como deveria.

3.  A necessidade de uma rede de apoio

É fundamental que a puérpera que passou por uma cirurgia cesárea tenha uma rede de apoio. Se puder ter uma pessoa que ajude com o bebê e outra que ajude a Mãe melhor ainda. Os primeiros dias são muito difíceis para a Mãe, e simples coisas como ir ao banheiro, tomar banho e deitar na cama podem ser um pesadelo. Por esse motivo, toda ajuda nesse momento será bem vinda.

4.  Dor para amamentar

Além da Mãe de primeira viagem não ter experiência com a amamentação, ela possui uma cicatriz recente que exige muita cautela. A Mãe está em uma fase de aprendizado, assim como o bebê, e a busca pela posição perfeita será constante na hora de amamentar e isso muitas vezes poderá ser muito dolorido para ela, pois o movimento de ir para trás e para frente, que é um dos mais usados, exige muito do corpo da mulher naquele momento.

5. Inchaço na barriga

Ao contrário do parto normal, onde a barriga volta a forma “normal” mais rapidamente, a barriga da mulher que teve uma cesariana irá enfrentar um processo mais lento. No meu caso, só após 1 mês da cirurgia comecei a ver a minha barriga desinchando. Porém cada mulher terá um processo diferente.

6. Possíveis dores na lombar

De acordo com estudos, a cicatriz do parto Cesariana pode provocar dores na lombar.

“Existem três tipos de casos de dores lombares. No primeiro grupo estão a mulheres que já têm dores lombares no processo de gravidez, que se intensificam com a aderência das cicatrizes causadas pela cesária. Outro grupo é formado por mulheres que, depois do processo de cesariana, desenvolvem dores somadas pelo carregamento dos bebês, forma incorreta de postura na amamentação, colocação no berço, que forçam mais as costas, que ficam sobrecarregas. E por fim, existem as mães que, passado todo este processo, ela começa a sofrer as influências das cicatrizes três meses após a cesárea, com o aparecimento de dores lombares com ou sem irradiação para as pernas.”

 

Leia também:

10 Dicas Simples de como ajudar uma Mãe de Primeira Viagem

Barriguinha dos Sonhos: Veja 4 Formas de Evitar Estrias durante a Gravidez

Mãe Empreendedora – 10 Idéias para você montar um Negócio e Trabalhar em Casa

 

Veja o vídeo relacionado ao mesmo assunto:

No vídeo de hoje, temos uma convidada mais que especial, que é a minha Mãe Dulce (ela acompanhou todo o processo de pertinho) e juntas nós explicamos como foi o meu pós-parto, damos dicas para as Mamães, além de contar todos os desafios enfrentados durante essa fase. Espero que esse vídeo possa clarear a mente de vocês e ajudar de alguma forma. Não perca e compartilhe com outras Mamães! Assista!

E não esqueça de se inscrever no nosso Canal, (você estará nos ajudando muito!) e ativar o sininho de notificações para ficar por dentro dos próximos vídeos!

 

CLIQUE NO PLAY E VEJA> RECUPERAÇÃO DO PÓS-PARTO CESÁREA – TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER!

 

Gostou do post? Deixa um comentário eu vou adorar te responder.

Beijos,

Deborah

6 Dicas de como se sentir mais produtiva durante os primeiros meses de vida do bebê

bebê e maternidade

Você pensou que finalmente iria poder trabalhar nos seus Projetos pessoais e seu bebê começou a chorar. Você, então para tudo que estava fazendo, para dar atenção ao seu bebê. Troca a fralda, dá colo, amamenta e  depois que ele está mais calmo, você lembra o quanto está cansada por não ter dormido bem a noite passada, porque seu bebê simplesmente resolveu não dormir como ele fazia antes. 

 

 E isso, faz você ficar estressada e frustrada, porque mesmo que você ame a sua família, o fato de estar sempre sendo interrompida por algo, te estressa (e muito), pois além de não conseguir trabalhar nos seus projetos pessoais, ainda tem que dar atenção à sua família, ao marido, cozinhar, lavar, e passar também…

 

 Quem é Mãe, assim como eu, sabe o quanto é difícil se sentir produtiva nos primeiros meses de vida do bebê.

 

 É necessário que você tenha muita paciência, pois é um período onde a família precisa se ajustar de acordo com as necessidades do bebê. E isso muitas vezes pode se tornar exaustivo.

 

 Por isso separei algumas dicas de como se sentir mais produtiva durante os primeiros meses de vida do bebê.

 

 Maternidade Real - dicas para se sentir produtiva

1. Lista de Afazeres 

 

 Parece simples, mas muitas vezes esquecemos o que temos que fazer justamente por não ter anotado, ou por estar muito cansada. E como o nosso tempo é reduzido, acabamos focando em outros assuntos que talvez não sejam as prioridades. O segredo é não fazer uma lista gigante de coisas, (porque sabemos que não vai dar pra fazer) e sim com as coisas mais importantes do dia.

 

2. Lembre-se:  Ajuda é bem-vinda! 

 

 Isso mesmo ! Se a sua tia, amiga, vizinha, ou avó oferecerem para ficar com o seu filho(a) aceite! 

 É comum que a gente queira fazer tudo, mas a verdade é que não conseguimos fazer nada tão bem feito no início. 

Você poderá ter alguns minutos/horas para se dedicar à algo para você ou sua família, e dessa forma com certeza se sentirá melhor e mais produtiva. 

 

3. Começe um Projeto Pessoal

 

 Sabe aquele Projeto que você sempre teve em mente e nunca saiu do Papel? Agora é uma ótima hora! E lembre-se “nunca é tarde para começar”.

Eu não sei vocês, mas eu tenho um caderno onde anoto todos os insights que eu tenho (idéias) e sempre que posso ou estou inspirada dou uma olhada nele e tento fazer algo que eu ainda não tinha conseguido fazer.

 

4. Invista em você 

 

 Essa frase é muito ampla e existem um milhão de formas de fazer isso. Mas a que eu vou focar hoje é no conhecimento. 

Que tal fazer um Curso e aprender algo novo? Ou até mesmo ler um livro que você está enrrolando para ler faz tempo.. 

Não existe hora melhor para investir em você do que a g o r a.

 

5.Começe uma Dieta

 

 É muito difícil aceitar o corpo no Pós-Parto.A gente se adapta por 9 meses para gerar outro ser humano e é normal o nosso corpo não voltar à ser o que era antes, pelo menos durante os primeiros meses. 

(Veja também: Pós-Parto Cesárea: Tudo o que você precisa saber.)

Que tal começar uma dieta? Mas é claro que respeitando seus limites, comendo todos os nutrientes necessários para uma boa amamentação, recomendados por um Médico.

 Aos poucos seu corpo irá tomando forma novamente e você irá se sentir muito bem com isso!

 

6.Cuidados com a Pele

 

Esse é um ótimo momento para cuidar de você. 

Mesmo com toda a exaustão, e olheiras devido à noites mal dormidas, é possível se sentir mais bonita.

Aproveite esses meses que você irá ficar mais dentro de casa e crie um hábito de cuidar da sua pele. Creminhos Noturnos, Máscaras Caseiras, cremes para olheiras serão seus aliados! Tenho certeza que mesmo com todo o estresse do dia a dia, você irá se sentir melhor consigo mesma e sua pele irá agradecer e muito!

 

Conclusão

 

 É possível se sentir mais produtiva durante a maternidade SIM.

Mesmo com todo estresse e interrupções do dia a dia. E lembre-se que você não é a única Mãe que se encontra nessa situação, estamos juntas nessa!

Existem milhares de Mães ao redor do mundo que se descabelam todos os dias com a nova rotina de ter um bebê em casa. 

Ser grata por tudo que você têm e vem conquistado, te ajudará muito a entender que, o que você está passando é uma nova fase, e se você entender isso, irá levar a Maternidade de um jeito muito mais leve! 

 

(Veja também: Pós-Parto Cesárea: Tudo o que você precisa saber.)

Gostou do Post? Então compartilha!

Beijos,

Deborah

10 Dicas Simples de como ajudar uma Mãe de Primeira Viagem

mãe de primeira viagem

Muitas vezes, quando amigos ou parentes vão visitar uma Mãe que acabou de ter um bebê, ou que tenham bebê pequeno, ficam pensando em que presentinho poderiam dar para o bebê, e esquecem o quanto a Mãe está precisando de ajuda.

A verdade é que sim, adoramos quando alguém traz uma lembrancinha para o bebê, mas às vezes um gesto simples, como ajudar em algo, terá o mesmo valor ou maior do que uma lembrança.

 

Leia também:

Enxoval de Bebê – 12 Produtos que não podem faltar na sua lista!

Marco de Desenvolvimento – Como saber se o bebê está desenvolvendo bem?

 

Então separamos 10 dicas SIMPLES para ajudar uma Mãe de Primeira Viagem:

1.  Pergunte se queremos algo.
A maioria das vezes você verá que a resposta será “SIM! MUITO OBRIGADA!”
E iremos agradecer eternamente pela sua ajuda!

 

2. Fique com o bebê para que a Mamãe possa tomar um banho.
Só quando a mulher vira Mãe, é que ela entende o verdadeiro valor de tomar um banho com calma.  

Depois que se tem filhos, é normal a Mãe não ter o tempo que tinha antes de tomar um banho tranquilo e relaxante, pois os filhos começam a chorar e reclamar, e o Banho simplesmente é interrompido.  Por isso, ficamos mais tranquilas em saber que tem alguém cuidando dos nossos pequenos enquanto tomamos banho.

 

3. Distraia o bebê para que a Mamãe possa comer algo.

 É muito comum, devido à correria do dia a dia a Mamãe acabar esquecendo de comer. E Mães, principalmente durante a amamentação, precisam muito de energia, e por isso devem se alimentar muito bem, pois sentem mais fome do que o normal, e tudo o que é ingerido vai para o leite Materno.

  Por esse motivo, o recomendado é se alimentar de 3 em 3 horas, ou sempre depois que amamentar comer um snack, mas lembre-se, isso não substitui uma consulta médica ou com nutricionista para chegar no tipo de dieta mais adequada para você.

 

4. Entregue um prato de comida na mão dela.
Você verá um sorriso de lado a lado! Mães normalmente não tem muito tempo para cozinhar, e se você fizer isso para ela, com certeza irá ajudar muito!

 

5. Diga o quanto ela é linda.
Uma palavra de carinho, faz total diferença para uma Mãe.  Nos primeiros meses do bebê, é muito difícil a Mãe fazer algo para si. E isso consequentemente diminui a autoestima dela. Então sempre que puder, diga o quanto ela é linda! Afinal, palavras positivas são sempre bem-vindas!

 

6. Ajude a Mamãe a organizar a Casa.

Se você visitar a Casa de uma Mãe, que tenha um bebê ou filhos pequenos, irá notar que a Casa precisa de alguma organização(à não ser que ela tenha empregada). Então, que tal oferecer ajuda?

Quem não quer ter uma Casa mais limpinha e Organizada, não é mesmo? Tenho certeza que a Mamãe irá adorar!

 

7. Troque a fralda do bebê se a Mamãe estiver ocupada ou muito cansada.
Gestos simples que fazem a diferença. Se você se sentir confortável e a Mãe também, ajude-a com o bebê. O bebê troca de fralda em torno de 6 vezes ao dia. A maior parte das vezes, quem troca a fralda é a Mãe ou o Pai. Mas se por acaso, você notar que eles estão muito cansados ou ocupados, ofereça ajuda!

 

8. Não dê tanta opinião.

 Algumas vezes, inconscientemente ( ou conscientemente ) as pessoas acabam opinando muito na vida da Mãe. E nem sempre a Mãe está preparada psicologicamente para ouvir, e pode acabar se estressando por causa disso.  

 Essa situação é muito comum e acontece frequentemente, especialmente com Mães de Primeira Viagem que não possuem muita experiência.  O ideal é analisar o momento, e de preferência não bombardear a Mãe com tantas opiniões de uma vez só.  

 

9.Faça um café para ela

O Café deixa o dia de uma Mãe mais feliz! Café e Maternidade são aliados. É o Café que dará o toque de energia que ela tanto precisa. Se vier com um pedaço de Bolo ao lado então… hmmm

 

10.Fique com o neném para que a Mamãe possa trabalhar.

  A volta ao trabalho, é sempre um momento delicado para a Mãe e o Bebê. Não são todas as Mães que podem contratar uma babá, e além disso, muitas vezes elas irão preferir alguém que seja conhecido para tomar conta de seus pequenos.  

Saber que o filho está com alguém de confiança, com certeza irá ajudar a Mãe a ficar menos preocupada e focar no que é necessário.

Leia também:

Enxoval de Bebê – 12 Produtos que não podem faltar na sua lista!

Marco de Desenvolvimento – Como saber se o bebê está desenvolvendo bem?

 

Não é tão difícil fazer uma Mamãe feliz viu ?

Gostou do Post? Ajude compartilhando!