O Diálogo pode ser o Caminho – Com o Psicólogo Luiz Henrique Miranda

Gostaria de retomar sobre um tema muito falado, mas também ainda
necessário nos dias de hoje. Os cuidados com nossa saúde, mas ainda com
nossa saúde mental, antes, durante e a avistar pós pandemia!

Todos estamos vivendo tempos de mudanças, desde o início em que fomos
pegos de surpresa por esse vírus chamado de novo corona vírus (Sars-Cov-
2).
Alteramos nossas rotinas de trabalho, entretenimento, lazer e de cuidados
pessoais.

Tão recente, pensamos que voltaríamos para nossas atividades de forma
rápida, mas sabemos que isso ainda é algo a questionar, ainda mais pela
importância do isolamento e também do que temos escutado e assistido
nas mídias e canais de imprensa, como o aumento dos casos de contágios,
óbitos e consequências da própria doença.

 

AS MAMÃES SÃO SUPER HEROÍNAS?

Todos esperamos ansiosos por uma vacina eficaz contra o vírus, mas até
que isso aconteça, precisamos tomar os devidos cuidados através das
recomendações médicas.

Porém, além de falar do que está presente e vigente em nosso dia a dia,
trago aqui uma pergunta muito importante, como vocês Mamães tem sido
afetadas com tudo isso?

Como tem sido para as Mamães que estão às voltas com os cuidados com
os pequenos lidar com o afastamento de familiares, de seus empregos; e
aquelas que precisam ainda trabalhar: se afastar de seus filhos/filhas em
alguns casos?

Mas ainda, ter que pensar no isolamento e como é preciso se proteger para
também proteger os próximos. Isso te preocupa?

 

MAMÃES CONECTADAS, PORÉM PREOCUPADAS?

As Mamães que leem o blog devem também acompanhar os noticiários e as
headlines compartilhadas pela internet, buscando por informações mais
precisas e seguras.

De fato, isso nos traz alento.
Mas compreendo que também visualizar tantas informações, e ser
atravessado por mudanças (ultimamente constantes) como as regras de
isolamento e retorno, traz também inseguranças diversas.

Se pensa no retorno das creches, escolas, shoppings, clubes.
Mas também se estes estariam seguros para isso
Tem se pensado no comércio, na manutenção da economia, mas pra quem
trabalha, está sendo fácil sair e estar em contato com outras pessoas?

Sair de casa mesmo que seja para ir ao banco ou supermercado. Ufa!

Que
aflição.
Um suspiro.

 

NOSSA SAÚDE MENTAL É MUITO IMPORTANTE

No último texto, escrito no blog, disse sobre alguns tipos de demandas que
chegam até nós, profissionais da Psicologia.
Muitas delas tem se acentuado, nessa pandemia, e outras (novas) também
tem aparecido.

O que cada um sente, é muito particular, alguns conseguem lidar com
algumas situações sozinhas, outras dependem do auxílio de outras pessoas.
Quando somos afetados por situações adversas, muitas vezes, ficamos
inseguros e angustiados. E mesmo com o apoio de amigos e parentes,
necessitamos também de um apoio profissional.

É importante saber que procurar um profissional da Psicologia, também se
torna um cuidado indispensável que precisamos ter com nós mesmos.
Nossa saúde está interligada por aspectos físicos, emocionais, relacionais e
afetivos. E a psicologia se interroga sobre isso!

 

MAMÃES QUE SE CUIDEM, POIS NECESSITAMOS DE VOCÊS

Um olhar direcionado para as Mamães, é algo também primordial nesse
momento da pandemia.
Mamães multitarefas, que cuidam dos filhos, da casa, dos parceiros, de
trabalho.

Mamães: Tá tudo bem por aí?

Como é que isso tudo tem afetado vocês?

Como é também lidar com o cuidado necessário a vocês enquanto
mulheres. Vocês tem tido esse tempo?

Gostaria, ao escrever nesse blog, de ter o retorno de vocês quanto a esses
fatores que citei já em textos anteriores:
– A gravidez
– O parto
– Os cuidados com o bebê e filhos maiores
– O casamento ou separação
– Os relacionamentos
– As mamães solos

– As preocupações e dilemas
– As perdas e os lutos

 

COMO POSSO ME SENTIR BEM?

É verdade que com tantas mudanças acontecendo, a cabeça fica a mil.
Ficamos desnorteados e confusos.

Mas poder vislumbrar um futuro e ter um amparo para seguir adiante, é
primordial.

As Mamães também se preocupam, se questionam, sofrem, choram, vivem
uma mistura de sentimentos.

Hoje, se eu pedir para você nesse momento do texto, olhar para si, você se
vê tranquila?

MANHEEEEEEÊ!!! Ô MÃE!!!
Quantas vezes em momentos de apuros, queremos chamar por nossas
Mães.

Quantas vezes queremos um abraço e um colo, para nos sentir bem?

Quantas vezes choramos, quando pequenos e aquelas que estiveram ali
presentes foram essas importantes mulheres.

Mas pensemos agora, será que para além dessas imagens e boas
lembranças, estavam elas sempre seguras de si? Estavam tão bem e
“fortes”?

 

UM LUGAR DA DIFERENÇA: A MÃE E A MULHER

Como perguntei: vocês mamães, estão cuidando como de si mesmas?

E esse cuidado que por ora é dedicado aos filhos, vou insistir é também
dedicado a vocês?

Vocês tem tempo para um descanso?

Tem aproveitado as companhias diversas (longe dos filhos), os momentos
de casais, com amigos e das confidências tão necessárias para as relações?

São perguntas que gostaria que mesmo que esse nosso diálogo não seja
presencial, pudesse trazer uma reflexão para que vocês avaliem como está
o cuidado e olhar para si.
O que você Mamãe queria antes da pandemia?

O que pôde fazer e
continuar adiante?

E o que foi deixado de lado?

Tudo isso traz ou acarreta algum tipo de sofrimento? De dor? De angústia?

Às vezes, é preciso falar que não está sendo fácil. E temos possibilidade de
reconhecer nossos limites, ou até mesmo, nossos avanços.

Vamos conversar mais sobre isso Mamães? Fico aguardando o retorno de
vocês.

Gosto, ao escrever o texto, de pensar que posso ajudar mesmo a distância
alguma de vocês, pois isso faz parte do meu trabalho. E não vejo melhor
forma do que pelo diálogo e também pelas perguntas.
Como eu bem disse, cada uma pode falar melhor de si e daquilo que lhe é
muito particular. E pode tentar ao ler texto, refletir.

Espero que essa leitura também possa ser leve, diante de tantas outras
informações. Diante de tantos outros dilemas do cotidiano.

Por isso hoje, o propósito é ter nossa conversa de modo descontraído, mas
através um diálogo produtivo.

Comprometido pelo que requer bem esse cuidado, e responsável já que
cuidar de si tem que ser levado a sério!

Fala sério Mãe! Você tem cuidado bem de si? Tem se atentado a suas
necessidades e prioridades?
Podemos compartilhar mais sobre isso? Nos encontramos por aqui…

 

psicólogo infantil

Luiz Henrique Miranda
Psicólogo Clínico
Pós Graduado em Saúde Mental
CRP 04/46378

 

[email protected]

Instagram 

Como aliviar as dores dos dentinhos do bebê? Médicos e Mães dão dicas!

 O seu bebê anda extremamente irritado? Tenta colocar tudo na boca? Está tendo dificuldade para dormir? Então pode ser o dentinho nascendo!

Confira aqui as melhores dicas e truques de Médicos e Mães para aliviar as dores dos dentinhos do seu bebê!

 


 

Primeiros dentes do bebê

 

*Esse post contém links de afiliados.

 

 

 

Como aliviar as dores dos Dentinhos do Bebê?

 

 

“O primeiro dentinho do Elijah nasceu quando ele tinha 7 meses e foi uma grande surpresa. Eu só descobri quando ele mordeu meu dedo, hahaha. Ele não mostrou nenhum sintoma drástico, e olha que eu estou sempre atenta. Mas todo processo antes disso foi muito importante.

Quando ele começou a usar os mordedores, eu coloquei em prática duas dicas de uma amiga que é especialista em óleos essenciais.  Comecei a usar óleo essencial de copaíba diluído para massagear a gengiva dele e de lavanda à noite massageando na sola dos pés e atrás das orelhas dele antes de dormir(também diluído e só comecei usando quando ele completou 6 meses). Essa rotina foi essencial para que todo processo ocorresse tranquilo.

Até hoje faço isso e a única fase que foi mais complicada foi agora com os últimos dois dentinhos, ele ficava muito nervoso, mas graças a Deus não interferiu no sono por conta dessa rotina.”

Luna Perez @lunaperezlifestyle 

Mãe do Elijah

 

 

 

 

“É super normal as mamães ficarem preocupadas com o nascimento dos dentinhos de seus bebes. Essa é uma fase difícil para a maioria das famílias, pois quase sempre vem acompanhada de irritabilidade e muito choro. Isso acontece porque de fato esse é um processo um pouco doloroso. Basta a gente lembrar como foi doloroso o nascimento dos nossos famosos dentes sisos, pois é, não foi nada agradável e não é para o bebe um processo tão agradável assim o nascimento dos dentes, mas calma, isso vai passar e nem sempre a irritabilidade e o choro acontecem no nascimento de todos os dentes.

Muitas mamães associam o nascimento dos dentinhos com febre, diarreia e outros sintomas virais.

Os dentinhos começam a nascer por volta dos 6 ou 7 meses. Essa é a mesma época em que eles começam a pegar objetos com as mãos e colocar na boca e isso pode elevar o risco de contrair infecções e causar febre, sintomas gripais e diarreia.

Além disso o nascimento dos dentes provoca uma abertura na mucosa oral facilitando ainda mais que o bebe acabe pegando doenças por essa porta de entrada.

Em relação a analgesia, as famosas pomadinhas para aliviar o nascimento dos dentes, precisamos tomar muito cuidado, pois seu uso hoje não é mais indicado pelo risco de engasgos e outros efeitos colaterais. Gosto sempre de indicar os mordedores de silicone que vem com água dentro. Oriento as mães a colocarem na geladeira e oferecerem para os pequenos morderem quando estiver geladinho.

A salivação é outra preocupação das mamães, mas quase sempre ela é benigna e faz parte tanto do processo de nascimento dos dentes quanto da mastigação. O mais importante é que essa fase vai passar e você, mamãe vai vencer como tem feito até agora.”

 

Dra. Luana Duett – @pediatraresponde

Pediatra pela Santa Casa de Misericórdia de Araguari                            Preceptora da residência de pediatria da Santa Casa de Misericórdia de Araguari           

 

RQE 47519 / CRM-MG 74440        

 

 

Veja também:

– 12 Produtos que não podem faltar no Enxoval de Bebê

– 23 Motivos para Procurar um Psicólogo – Com o Psicólogo Luiz Henrique Miranda

-Marco de Desenvolvimento – Como saber se o bebê está desenvolvendo bem?

 

 

 “Minha filha está com 7 meses e ainda não tem os dentinhos de baixo e o meu filho Yonathan começou a dentição dele com 8 meses, e os dois tiveram dentição tardia.

O meu filho mais velho durante a dentição sempre apresentou reações como: febrinha, às vezes diarreia, muita irritabilidade, muita coceira, as noites sempre foram mal dormidas e não está sendo diferente com a minha segunda filha. Eu estou passando pelo mesmo quadro de reações e estou tentando aplicar com ela o que eu aplicava com meu filho.

Aqui ficam algumas dicas e anotem porque são super úteis ( acredito que muitas Mães já sabem, mas quem é Mamãe de primeira viagem é sempre bom estar a par) :

Eu sempre coloco algumas chupetinhas com água dentro do freezer, porque isso cria uma superfície de gelinho então quando o neném entra na crise, você tira a chupeta do freezer uns minutinhos antes para não ficar muito gelada e dá para o neném morder, e caso você tenha mordedor com gel dentro, melhor ainda!

Você faz o mesmo procedimento, coloca o mordedor no freezer e quando você notar que o neném já esta ficando mais incomodado, colocando a mão na boca, dê o mordedor para ele, sempre lembrando de retirar um ou dois minutinhos antes do freezer para não ficar muito gelado e não ter um contraste muito grande com a temperatura da boca do neném.

Outra dica que eu recomendo é ter uma pomadinha gel que você encontra em qualquer farmácia do Brasil chamada nenêdente e isso dá uma aliviada também, porque deixa a gengiva do neném um pouco dormente, então aquela coceira que ele está sentindo(que ele fica desesperado e colocando a mãozinha na boca) geralmente costuma dar uma aliviada com nenêdente.

Mas infelizmente não tem muito o que fazer em relação à dentição dos bebês, é uma fase chata, e alguns apresentam mais reaçoes e outros menos, mas como todo desafio da maternidade temos que lidar e achar caminhos novos sempre, porque maternidade é isso, a gente tem que se reinventar a todo momento, porque não importa se você é mãe de primeira viagem ou se você tem mais filhos, cada experiencia é nova e cada bebê é único.”

 

Rachel Lebowitz

Mãe do Yonathan e da Lia

 

 

 

 

O primeiro dentinho do meu bebê Jett, nasceu quando ele tinha 4 meses. E desde então não pararam mais de vir dentinhos! Ele está com 7 meses e meio e está com quatro dentinhos no total. É uma fase que tem que ter muita paciência pois a maioria dos bebês ficam mais irritados e manhosos.

E com o baby Jett não está sendo diferente. Ele fica irritado, colocando tudo na boca e  querendo colinho e mamá o dia inteiro (e haja braço para dar colinho né Mamães?)

Existem vários modelos de mordedores no Mercado, e aqui em casa temos dois: Um mordedor de gel super fofinho e colorido e um mordedor de silicone em formato de chupeta um pouco mais simples que possui bolinhas que servem para “coçar” a gengiva do bebê.

Veja os produtos aqui:

mordedor em gel centopéia 

mordedor de silicone

 

A outra dica que funciona muito bem aqui em casa, são as torradinhas de arroz. O Jett sempre acalma com essas torradinhas, e se você não quiser dar uma torradinha industrializada, a minha dica é fazer a sua própria torradinha. Uma receita prática e bacana:Torradinha de batata doce com Camomila. Veja abaixo como fazer.

 

Deborah – @mamaeblogueirinha.brasil

(Mamãe do Jett)

 

 

 

Torradinha de Batata Doce com Camomila para Bebês 

O que você vai precisar:

1 batata doce

1 xícara de aveia em grãos

óleo de côco

1 sachê de chá de Camomila

 

Modo de fazer:

-Em uma panela cozinhe a batata doce e coloque uma bolsinha de chá de camomila.

-Após cozida, retire a bolsinha de chá e amasse a batata.

-Coloque em um potinho aveia em grãos, a batata doce amassadinha, e um pouquinho de óleo de côco.

-Misture bem até criar uma papa.

-Faça formato de cookies e leve ao forno! E voilá!

 

 

 

 

Pronto! Se você fizer, me conta depois aqui nos comentários se o seu baby gostou da receita!

Gostaram das dicas? Quer compartilhar uma dica diferente que tenha funcionado para o seu bebê? Então não se esqueça de comentar! 

 

 

 

Tudo o que não te contam sobre o Pós-Parto da Cesárea

POS PARTO CESÁREA

 Afinal, como é de fato o pós-parto da Cesárea? 

Neste artigo, eu irei contar todos os detalhes de como foi o meu pós operatório. Além disso, eu separei algumas dicas que podem ajudar muito a enfrentar esse momento de uma maneira mais leve e saudável.

 

Pós-Parto

O pós-parto é sempre uma fase delicada para nós Mamães, e exige muitos cuidados.

Sendo o suporte da família nesse momento, fundamental para uma boa recuperação da puérpera.

E quando se trata de um Parto Cesárea, o pós-parto pode ser mais delicado ainda, e irá exigir mais não só da Mãe, como do(a) acompanhante também.

Acredito que cada mulher tenha um processo de cicatrização e recuperação diferente, afinal são corpos, hábitos alimentares, estilo de vida, e saúde distintos, e por isso fica muito difícil compararmos umas às outras.

 

Minha experiência com o Parto Cesária

No meu caso, eu gostaria muito de ter tido um parto normal, e nem cogitava a possibilidade de ter um parto cesárea.

Por inúmeros motivos, mas principalmente por influência da minha Mãe Dulce, que teve dois filhos de parto normal, e apesar de “ter o quadril estreito” como ouço muitas pessoas dizendo ser um empecilho, teve dois partos vaginais sem muito problema.

E por esse motivo, além de ser Bailarina Profissional e ter estudado todas as posições possíveis(e impossíveis) para um parto natural e humanizado, acreditei que comigo não seria diferente e não me preparei para um plano B, um parto cesárea, e fui pega de surpresa.

O post de hoje é um Relato em forma de vídeo, de como foi o meu pós-parto, após 20 horas tentando um parto normal e tendo que recorrer à um parto cesárea.

 

A minha dica:

Estudem todas as possibilidades de parto, tenham um plano A,B,C e se possível D, pois a gestação é marcada por muitas surpresas e o parto é só o começo de uma jornada que será para a vida inteira, e não somos nós quem escolhemos o jeito que os nossos bebês querem vir aqui para a Terra e sim Deus.

Vejo muitas histórias de Mães que já tinham marcado a data da Cesariana e o bebê resolveu vir antes de parto normal. Assim como pode acontecer o inverso, que foi o meu caso.

 

Pós-Parto Cesárea

 

No vídeo de hoje, temos uma convidada mais que especial, que é a minha Mãe Dulce (ela acompanhou todo o processo de pertinho) e juntas nós explicamos como foi o meu pós-parto, damos dicas para as Mamães, além de contar todos os desafios enfrentados durante essa fase. Espero que esse vídeo possa clarear a mente de vocês e ajudar de alguma forma. Não perca e compartilhe com outras Mamães! Assista!

E não esqueça de se inscrever no nosso Canal, (você estará nos ajudando muito!) e ativar o sininho de notificações para ficar por dentro dos próximos vídeos!

 

CLIQUE NO PLAY E VEJA> RECUPERAÇÃO DO PÓS-PARTO CESÁREA – TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER!

 

Gostou do post? Deixa um comentário eu vou adorar te responder.

Beijos,

Deborah

Dia das Mães 2020 : 20 Idéias de Presentes por menos de R$100,00

Confira as melhores dicas de presentes para o Dia das Mães

 

Oi gente, tudo bem?

Dia das Mães está chegando (dia 10 de maio), e fizemos uma seleção de produtos com um precinho super especial, para que você não precise sair de casa durante essa quarentena e arrase no presente para a sua Mamãe!

 

 

 



 

dicas de presentes para mães

 

 

 

1.Kit Pasta Clássica, Bolsa Correntinha, Carteira e Necessaire – Victor Valencia

2.Tênis Casual Slip On Feminino Cristaishoes

3.Anel Corações Vazado Prata Pura 925 Envelhecida – 2745

Preço: R$62,99

 

 

4.Espelho de Aumento Articulado para Parede, Mimo Style, Prata

 

 

5.Cachepot em Cerâmica com Planta Permanente, Mart, 11657, Terracota

6.Jogo 4 Peças Toalha Intense 7769/403, Atlântica, Marrom e Branco, Algodão

 

 

7.Liquidificador Pratic Plus, Branco, 220v, Cadence

8.Creme Revitalift Laser X3 Intenso 50ml, L’Oréal Paris

9.Prancha Bella Pro Ceramic, Bivolt, Gama Italy

10.Colar com pingente de ferradura cravejada folheado em ródio branco

>

>

Espero que tenham gostado !
Beijos,
Deborah

Top 35 Melhores Frases de Mãe e Maternidade Real – Frases para se inspirar e compartilhar.

frases de mãe

Fizemos uma seleção com as 35 melhores frases de Mãe e Maternidade Real, para que você possa se inspirar e compartilhar!

 

 

frases motivacionais

 

Espero que gostem!


 

1.

MÃE REAL

“Mãe perfeita é Mãe Real.”

 

 

2.

mãe frases engraçadas

” – Palpites,+ fraldas, por favor.”

 

 

3.

maternidade real frases

“A parte mais chata da maternidade, é não poder falar da maternidade.”

 

 

4.

frases de mae amor

“A soma do amor, 1+1=3.”

 

 

 

Leia também:

Mãe Empreendedora – 10 Idéias para você montar um Negócio e Trabalhar em Casa.

Frases Motivacionais + Templates Gratuitos para Download

 

 

5.

Mães reais. maternidade real

” Mães perfeitas não são reais. Mães reais não são perfeitas.”

 

 

6.

frase de mãe amiga

“A minha melhor amiga é a minha Mãe.”

 

 

7.

frases de mãe

“Pedi a Deus que me fizesse feliz, e ele me tornou Mãe.”

 

 

8.

frases de mãe

“Agora batem dois corações em mim.”

 

 

9.

frases de mãe

“Um dia quando você for Mãe, vai me entender.”

 

 

 

10.

colo de mãe

“Colo de Mãe, o melhor remédio para todas as idades.”

 

 

 

11.

frases de mãe

“Deus nos concede os filhos, para provar a nossa capacidade de amar o outro, mais que a nós mesmos.”

 

 

 

12.

frases de mãe para filho

“Dizer não ao filho, também é um ato de amor.”

 

 

 

13.

frases de mãe para filho

“Se não puder contar para a sua Mãe, não faça.”

 

 

 

14.

MÃE E FILHA

“A gente se torna MÃE, mas nunca deixamos de ser filha.”

 

 

 

15.

frases de mãe

“Nenhuma influência é tão poderosa, quanto a influência de uma MÃE.”

 

 

 

16.

MÃE SOLTEIRA

“Tem mãe que trabalha fora.

Tem mãe que trabalha em casa.

Tem mãe que trabalha fora e em casa.

O que não tem é mãe que não trabalha.”

 

 

 

17.

mães fortes

“Se você cansar, aprenda a DESCANSAR, e não a DESISTIR.”

 

 

 

18.

FRASES DE MÃE PARA FILHO

“Será que você pode ficar assim pequenininho, por apenas mais um minutinho?”

 

 

 

19.

frases de mãe

“A Mãe compreende até o que os filhos não dizem.”

 

 

 

20.

amor de mãe frases

“Ser mãe é ser PhD em dormir na beirada da cama.”

 

 

 

21.

mensagem de mãe para filho

“Não planejado, não significa não desejado ou não amado.

Só significa que a vida sabia do que eu precisava antes mesmo que eu soubesse.”

 

 

 

22.

maternidade frases

” Maternidade: Por mais trocas de experiências e menos comparações.”

 

 

 

23.

mães e filhos

“Que seus filhos sejam a razão, não a desculpa.”

 

 

 

24.

mães fortes

“Um brinde às mulheres fortes,

às que conhecemos,

às que somos,

às que criaremos.”

 

 

 

25.

mãe frase

“Uma Mãe cansada, não está cansada de ser Mãe.”

 

 

 

26.

mãe feliz

“Seja a mulher que você precisava ter por perto quando era uma menina.”

 

 

 

27.

maternidade frases

“Status do Dia: Abençoada demais para reclamar.”

 

 

 

28.

frases sobre maternidade

“Acredite em você mesma e no que você está fazendo.

Não dê tanta atenção para os pitacos.

Ninguém poderá ser uma melhor Mãe pro seu filho do que você.”

 

 

 

29.

dia de mãe

“Dia feliz é dia de ultrassom.”

 

 

 

30.

mãe em inglês

“Mãe, Mother, Madre, Mutter, Mère, Màna, Okaasan, Mor.”

 

 

 

31.

mãe blog

“A mesma pessoa que tira meu sono, é que faz a minha vida valer a pena.”

 

 

 

32.

mãe frases

“Não se sinta culpada por fazer o que é melhor para você.”

 

 

 

33.

frases de mulher

“Lugar de mulher, é onde ela quiser.”

 

 

 

34.

mãe coruja

“Metade de mim é Mãe Coruja.

Aoutra metade é Mãe Leoa.”

 

 

 

35.

pai e mãe frases

“Pãe = Pai e Mãe”

 

 

 

 

 

Espero que tenham gostado da nossa seleção das Top 35 Melhores frases de Mãe e Maternidade Real!

Se você gostou, compartilha!

 

Siga nossas Redes Sociais

Instagram

Facebook

 

 

 

 

 

Ginásio de Atividades Fisher Price é bom? Vale a pena?

 Oi gente, tudo bem?

No review de hoje irei contar a minha experiência com o Ginásio de Atividades Amigos da Floresta 3 em 1 da Fisher Price.

 

(esse artigo pode conter links de afiliados.)

 

 

 

 

 

 

 

O que é o tapete Ginásio de Atividades 3 em 1 da Fisher Price?

 

É um tapete portátil para bebê, que vêm com 5 brinquedos diferentes que ficam pendurados, e mais um adorável leãozinho que toca música.

 

Para que serve o Tapete Ginásio de Atividades?

 

 Ajuda de forma divertida no desenvolvimento da coordenação motora do bebê através das cores, sons, música e diferentes formas e texturas.

 

Tapete Ginásio de Atividades é indicado para qual idade?

 

A partir do nascimento.

 

Características do Tapete Ginásio de Atividades 3 em 1 Fisher Price:

 

-Leão musical portátil com modos musicais longos e curtos, além de sons divertidos

-Cinco brinquedos de encaixar repletos de atividades

-Os brinquedos de encaixar podem mudar de posição no arco proporcionando variedade, ou leve-os para onde quiser

-Dois arcos macios na parte superior, desenvolvidos para facilitar na hora de dobrar e transportar

-Tapete acolchoado que pode ser lavado na máquina

-Funciona com pilhas

 

Review de Produto – Ginásio de Atividades Amigos da Floresta 3 em 1 Fisher Price

 

É bom? Vale a pena? 

 

O meu filho tem 5 meses, e amou o tapete.

 

tapete de atividades

 

O que mais me chamou a atenção no tapete de atividades da Fisher Price, foi o estímulo que ele proporciona ao bebê, através da liberdade de movimento.

Acho bacana também, o fato do tapete ter 5 brinquedos pendurados de diferentes cores e texturas, sendo que o do meio é um espelhinho, onde o bebê pode se ver (a impressão que eu tenho é que o Jett acha que é outro bebê e ele começa a “conversar” quando se vê no espelho, é muito engraçado.)

A outra vantagem, é que o bebê pode brincar com os brinquedos separados sem estarem presos ao tapete, e você também pode mudar a ordem dos brinquedos quando eles estiverem pendurados e ver qual a ordem que o bebê gosta mais.

O tapete é prático e leve, além de ser fácil para montar e desmontar, e tirar e colocar as peças.

A desvantagem é que o tapete não é muito grosso, e o Leãozinho só funciona com pilhas.

Espero que esse post possa ajudar vocês!

Eu comprei o Tapete Ginásio Amigos da Floresta 3 em 1 – Fisher Price na amazon.

 

 

 

 

Beijos,

Deborah

 

Coronavírus: 5 Dicas Simples do que fazer com seus filhos durante a Quarentena.

brinquedos para atividades educativas

Oi gente, tudo bem?

Sabemos o quanto está sendo difícil para todos enfrentar a Pandemia de Coronavírus.

E muitas Mamães me pediram para compartilhar idéias, do que fazer com seus filhos em Casa durante essa fase, já que as Escolas e Universidades estão fechadas e não temos previsão ainda de quando as aulas irão retornar.

Por esse motivo, resolvi convidar a Jennie para compartilhar um pouco da sua história. Ela é americana, Mãe de 5 filhos e optou pelo “Homeschooling” para educar seus filhos, que traduzindo para o português, é o ensino em casa, sem que seus filhos tenham que frequentar a escola convencional.

Texto: Jennie Rippey / Traduçao: Deborah Z Rippey

5 Dicas Simples do que fazer com seus filhos durante a Quarentena.



Devido à quarentena em todo o mundo, você poderá se encontrar como uma dona de casa, e se seus filhos são mais velhos, uma dona de casa com os filhos estudando em casa!

Bem, adivinhe?

Eu optei por ser dona de casa, e educar os meus filhos em casa antes de tudo isso e quero ajudar você a ver os pontos positivos disso tudo.

 

Um pouco sobre mim:

Eu educo 5 crianças em casa, com menos de 9 anos de idade e sou casada há 11 anos com meu melhor amigo, que por acaso trabalha em casa – então, em outras palavras, minha família de 7 pessoas ficam em quarentena regularmente.

(Estou brincando – as crianças que estudam em casa saem, participamos de grupos, vamos sempre à biblioteca e vamos muito ao parque também. Temos amigos, fazemos esportes, temos aulas de dança e vamos à Igreja.)

 Mas minha família costuma estar em casa a maior parte do tempo, então estou acostumada a ter que me virar com 5 crianças de diferentes idades e habilidades com os estudos, tarefas de casa, refeições, diversão e etc!

 

 

Estou muito feliz que a Debby me convidou para compartilhar algumas idéias com vocês para aproveitar ao máximo esse momento tão inesperado.


 

 

1.Tenha uma rotina em prática:

 

Não precisa ser muito rígida, mas é importante ter uma agenda, que seja flexível. Eu recomendo definir horários para refeições e lanches, além de um tempo de descanso para relaxar. Até meus filhos mais velhos que não dormem, têm 1 hora de leitura obrigatória em suas camas. Todo mundo precisa de um pouco de tempo sozinho para relaxar. Não se preocupe se eles não gostarem de ler. Eles podem fazer deveres de casa, colorir, ler uma revista ou ouvir um áudiobook.

Pode levar algum tempo para se acostumar, especialmente para a faixa etária que está entre as sonecas da tarde e a que quer ficar sozinho.

E tudo bem, não espere perfeição e tente novamente amanhã.

Quanto a comer, as crianças (ok, adultos também!) Comerão o dia todo, se você deixar.

Ter um horário definido para que você possa dizer “nós comeremos um lanche em 20 minutos” impedirá você de se estressar, e também de comer o dia todo – afinal, todos nós queremos reduzir o consumo no momento.

2.Desenvolva atividades divertidas:

Pintura, artesanato, crie receitas juntos – seus dias estarão repletos de atividades divertidas, conduzidas por vocês pais, para manter seus filhos ocupados no momento.

Adoro fazer esse tipo de atividade com meus filhos! Na verdade, eu também gosto de pintar e criar, e se você também gosta, vá em frente, não tenha medo de colocar as mãos na massa.

No entanto, não tem problema em despejar uma pilha de brinquedos algumas vezes e deixá-los brincar enquanto você lê ou lava a louça ou come um pedaço de chocolate na despensa.

3.Faça um plano de refeições:

Como eu mencionei, as crianças comerão o dia todo, se você permitir. E posso dizer que ter 7 pessoas comendo em casa 3 vezes ao dia às vezes me faz querer dar uma caixa de Sucrilhos para cada um e sair correndo.

Se eu sei o que servir, isso reduz a minha frustração quando o filho lembra que é hora do almoço e eles estão com fome.

Eu tenho um formato simples, apenas três colunas para todos os dias da semana, onde temos café da manhã, almoço e jantar. Não é chique … ovos com torradas, nuggets de frango e sanduiches. Isso faz com que eu economize tempo de ficar pensando no que eu teria que cozinhar e eu posso colocar algumas frutas e vegetais frescos ao lado e o almoço está pronto!

Verifique sua geladeira e despensa e use o que você tem. Quando tudo mais falhar, faça um prato colocando algumas torradinhas salgadas, queijo, frutas, nozes e tudo mais que você tiver, transforme em um prato sofisticado e ficará super lindo e será rápido e prático!

4.Vamos falar do ensino em casa:

Seus filhos recebem deveres de casa? Ou você está por sua conta, e você cria o dever de casa? De qualquer maneira, ouça.

O ensino em casa não se parece com a escola tradicional. Normalmente, sentamos nas mesas por curtos períodos de tempo e às vezes nem sentamos. Nos espalhamos por todo o sofá ou no chão! Temos o privilégio distinto de fazer uma pausa quando algo é frustrante ou quando temos que contornar uma situação por algum motivo.

Portanto, embora eles tenham algumas tarefas que sejam obrigatórias, você ainda tem condição de dividi-las em partes ou executá-las fora ou adicionar algumas músicas divertidas ou vídeos do YouTube para ajudar.

Se você não tem os deveres de casa, meu conselho é não se preocupe muito. Aprender é muito mais que dever de casa.

Leia com eles, e muito. Cozinhe com eles. Construa. Crie. Toque um instrumento. Você pode encontrar matemática, leitura, ortografia e ciências na maioria das coisas que você faz no seu dia-a-dia.

5.Minha última dica é focar no lado positivo de tudo.

Quando falo com outras mães que ensinam seus filhos em casa e que estão com dificuldades, geralmente digo a elas para pensarem no “por que”, e lembro porque elas optaram por esse caminho.

Bem, isso não se aplica a você, você não escolheu isso. Mas você é a mãe deles, e não existe ninguém no mundo,  melhor do que você para eles, isso é verdade.

Portanto, faça uma lista de tudo o que você ama neles (e do seu marido também enquanto estiver fazendo isso) e quando achar que simplesmente não suporta mais ficar na mesma sala com eles, tire um minuto, fique sozinha, se esconda na banheira, se necessário. Leia sua lista. Assista a um vídeo fofo deles no seu telefone.

Depois, passe algum tempo com eles, guarde o telefone e divirta-se. Dê um passeio ou simplesmente coloque uma música alta e dançe com eles ou brinque com suas bonecas e brinquedos. Conecte-se com eles e faça com eles, o que eles gostam de fazer. Lembre-se de que eles são incríveis. Eles são sua cria. E eles são maravilhosos!

Minha esperança é que, quando tudo isso estiver terminado e a escola voltar, você irá sentir muito a falta deles!

 

 

 

criança estudando, atividades educacionais , dever de casa

 

Texto Original em Inglês by Jennie

Staying At Home with Your Kids 

Due to the world wide self-quarantine, you may have suddenly found yourself becoming a stay home mom, or if your kids are older, a homeschooling one! Well guess what? I was voluntarily a stay at home, homeschooling mom before all this and I want to help you see the positives in it.  

A little about myself, I homeschool 5 kids under the age of 9 and I have been married for 11 years to my best friend, who happens to work from home – so in other words my family of 7 self-quarantines on a regular basis.  (I’m kidding – homeschoolers do get out, we have co-op groups and library trips and lots of park days. We have friends and sports and dance class and church.) But my family is used to being home together most of the time and I am used to juggling 5 kids of different ages and abilities for school, chores, meals and fun! I’m so glad Debby asked me to share some ideas for making the best of this unexpected time. 

 

Have a Routine in Place:

Don’t be too rigid but have a loose schedule.  I recommend having set times for meals and snacks, plus a quiet rest time.  Even my older kids that don’t nap have 1 hour of mandatory reading time in their beds.  Everyone needs a little alone time to just unwind. Don’t worry if you kids don’t like to read.  They can do work books, coloring, read a magazine or listen to an audio book. This may take some time to get used to, especially for that age group between napping and wanting to be alone.  It’s okay, don’t expect perfection and try again tomorrow. As for eating, kids (ok grown ups too!) will eat all day long if you let them. Having a set time so you can say “we will have a snack in 20 minutes” will keep you from having battles and also just eating all day – we all want to cut down  the grocery store runs right now. 

 

Do Some Fun Activities:

Painting, crafts, baking – your feeds are full of awesome fun parent-led activities to keep your kids busy right now.  I love doing hands on activities with my kids! I actually love to paint and craft too so don’t be afraid to get into that action. However, sometimes it’s okay to dump out a pile a blocks and let them play while you go read or wash the dishes or sneak a piece of chocolate in the pantry. 

Make A Meal Plan:

like I mentioned, kids will eat all day if you let them.  And I can tell you that having 7 people eating at home 3 times a day sometimes makes me want to dump out a box of Cheerios and run for the door.  If I know what to serve, it really cuts down on frustration when your kid reminds you it’s past lunch time and they are hungry. I have a simple format, just three columns for every day of the week where I jot down a breakfast, lunch and dinner.  It’s not fancy… eggs with toast, chicken nuggets and tacos. That takes the thinking of out of it and I can toss some fresh fruit and veggies on the side and lunch is ready! Check your fridge and pantry and use what you have. When all else fails, make a platter by putting a few handfulls of crackers, cheese, fruit, nuts and whatever else you have onto a fancy plate and it’s super fun and fast! 

 

Let’s Talk Homeschooling:

 

Do your kids have school work sent home? Or are you on your own? Either way, listen up.  Homeschooling doesn’t look like traditional school. We usually only sit at desks for short increments of time and sometimes not at all.  We spread out all over the couch or floor sometimes too! We have the distinct privilege to take a break when something is frustrating or we just have the wiggles.  So while you may have some mandatory assignments, you can still break them up or do them outside or add in some fun songs or YouTube videos to help. If you don’t have stuff sent home, then my advice is don’t’ worry too much.  Learning is much more than worksheets. Read together, a lot. Bake. Build. Create. Play. You can find math, reading, spelling, science in most things you do in your day.  

 

 

 

My last tip is focus on the good. 

 

When I talk to other homeschooling moms who are struggling I usually tell them to think about their “why” and remember why you chose this.  Well, that doesn’t apply to you, you didn’t choose this. But you’re their mama and they’re your best job, that much is true. So make a list of everything you love about them (and your husband while you’re at it) and when you think you just can’t stand being in the same room with them, take a minute, go be alone, hide in the bathtub if you must.  Read your list. Watch a cute video of them on your phone. Then spend some time with them, put your phone away and play. Go for a walk or have a dance party or play dolls. Connect with them and do what they like to do. Remember they are awesome. They’re your people. And they’re pretty damn great! My hope for you is that when this is all over and you send them back to school, you’ll miss them a ton!